sábado, 27 de julho de 2013

Por este caminho temos futuro?


Pago 35 euros por cada recibo de água + taxas diversas. Nos concelhos vizinhos, segundo consultas feitas, pagaria menos de 30 euros. Entreguei recentemente um projecto de obras, para apreciação e posterior obtenção da indispensável licença camarária. Paguei 476 euros. Num concelho vizinho, cujo funcionário pediu o anonimato total, como condição para comparar, teria pago apenas 228 euros.
Precisei há dias de uma ambulância, para transportar a mãe do meu filho, gravemente enferma, a Coimbra. Tive de recorrer aos bombeiros de Constância. Os de Tomar não têm ambulâncias em condições de fazer o trajecto com absoluta segurança, segundo me foi dito.
Se fosse um subsídio para uma actividade cultural, desportiva ou mais ou menos, uma cedência do autocarro "à borliú", a utilização gratuita de um pavilhão ou uma passeata comezaina-tintol-bailarico-lanche ajantarado, a 10 euros por cabeça, era trigo limpo. Ambulâncias é que não pode ser. Os enfermos que vão à pata, que andar faz bem à saúde!
Com estas opções e por este caminho temos futuro? 
Cada qual que responda como entender no próximo 29 de Setembro. 
A minha posição já é conhecida. Não jogo mais enquanto não mudarem o baralho, cujas cartas estão viciadas.

2 comentários:

templario disse...

DE: Cantoneiro da Borda da Estrada

O dr. Rebelo tem toda a razão, os autarcas responsáveis deviam corar de vergonha. É por artigos como este que muito admiro o blogue Tomar a Dianteira: denuncia, critica e "assina por baixo". Tem o seu preço...

Mas há uma coisa dr. Rebelo, os responsáveis têm nome, e esses responsáveis representam uma organização política, que tem o poder na autarquia há muitos, muitos anos - nem eu sei já quantos... Julgo ser o PSD. Ou estarei enganado? Não se deve tomar a parte pelo todo. Há escolhas, várias escolhas.

Nuns casos, mesmo estando em minoria, e a propósito de tudo, filha-se logo a sigla. Nestes casos, e em muitos outros como estes, baralha-se e esconde-se a carta viciada e a batota continua.

Digo eu.


António Rebelo disse...

Meu caro Fernando:

Como eu te entendo! Sucede porém, para mal dos nossos pecados, que por estas bandas é tudo aves da mesma gaiola, habituados ou em busca do mesmo tipo de alpista. Duvidas?
Quando tiveres vagar,vai ali à Biblioteca Municipal e consulta os jornais locais dos últimos vinte anos. Verificarás, certamente magoado, que ninguém levantou a voz contra o "imperador" Paiva. Nem o nosso amigo Rosa Dias, primeiro da CDU e depois dos IpT. O que se percebe, uma vez que lá granjeou um pavilhão e uma sede operacional para o seu Sporting, cedidos pelo dito Paiva. De forma que... em teoria é tudo muito bonito. O pior vem depois! Como está à vista de todos. Ou antes, de quem saiba ver e queira denunciar, que a crítica tem custos elevados.

Um abraço nabantino