quarta-feira, 1 de junho de 2011

É ASSIM MESMO!!!


Dizem mal, dizem mal, mas indiferente à má vontade dos tomarenses, a câmara vai fazendo o seu trabalho. E de que maneira! Uma semana após a excursão comezaina/tintol/visita turística ao Solar de Mateus, com oferta de cerejas que afinal nem eram grande coisa, tudo à custa do orçamento, segue-se mais uma acção promocional em Lisboa. Importante, pois como é sabido desde há muito, "Lisboa é Portugal, o resto é paisagem".
A escolha da data então foi um verdadeiro achado! Haverá algo melhor que umas fatias da China (rebaptizadas "de Tomar") e um desfile de tabuleiros na véspera das eleições legislativas mais importantes desde o 25 de Abril? E o saboroso título "Portugal também é festa", assim a modos que a chuchar com os nossos credores? 
Sabido como é que os tomarenses são, ao que parece, os únicos europeus que só reflectem bem a comer, de  tal maneira que durante o almoço falam sempre do que vão comer ao jantar, (segundo um autor inglês),  está muito bem visto pôr os lisboetas e outros visitantes do Museu de Arte Popular a remoer doces e a pensar em quem votar.
Além de ser de mestre aquela do Homem Estátua, a lembrar irresistivelmente alguns eleitos da nossa praça, temos que, pelo andar da carruagem, um destes anos já nem será necessário vir a Tomar para comer as fatias ou mesmo para ver os tabuleiros. Bastará aguardar uma acção de promoção em Lisboa e já está.
Tudo isto organizado e difundido por uma pomposa "Divisão de Desenvolvimento Económico, de Apoio às Empresas e de Comunicação" (comunicacao@cm-tomar.pt), uma das 19 de um município com uma dívida global de 43 milhões de euros, que aumenta à média mensal de 800 mil euros, nas vésperas do mais severo plano de austeridade de sempre, a implementar por exigência da trroika. Troika cujos representantes, como se calcula, ficam encantados com estas espampanantes iniciativas, financiadas com o dinheiro emprestado pelos credores.
E evitam os nossos leitores de começar já a criticar a designação oficial da supracitada divisão municipal. Afinal de contas a Suiça -que como todos sabemos é um país interior- também tem um Ministério da Marinha, para não falar do nosso Ministério da Cultura...

11 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro amigo, vem V. Ex.ª nos seus comentários reprovar os comentários anónimos, se não fossem anónimos não poderiam dizer as muitas verdades e outras tantas mentiras, só estou de acordo com V. Ex.ª quando a crítica roça a ordinarice o palavrão a asneira, o português é uma língua muito rica e não necessita de tamanha vilanagem, compreendo que com a idade e o prestígio que tem na sociedade tomarense não necessite de manter este blogue no entanto continua mesmo quando a crítica é tão baixa, e tentam denegrir a sua imagem. Se me tivesse encomendado o sermão não sei se faria melhor mas eu continuo a ler e consultar este blogue, obrigado e bem-haja Prof. Rebelo

Anónimo disse...

Eu também estou muito invejoso por não ter sido convidado...

António Rebelo disse...

Para comentário das 08:24

Pois! É muito mais fácil, mas cada vez menos eficaz, usar a "técnica Sócrates" -acusar os outros, poupa-nos o trabalho de argumentar sobre a pertinência, a oportunidade e a eficácia daquilo que fazemos. Aí é que está o busilis! Trata-se da conhecida incapacidade portuguesa (e sobretudo tomarense) para se adaptar aos novos tempos de penúria. Acção de promoção, dirá. Mas promoção de quê? Para quê? Na expectativa de que retorno? Será um evento lucrativo? Ou apenas mais um dos usuais sorvedouros do dinheiro dos contribuintes?

Anónimo disse...

A "Divisão de Desenvolvimento Económico, de Apoio às Empresas e de Comunicação" é neste momento a Divisão mais importante do organograma da autarquia. Pena é só ter aparecido agora, quando o desenvolvimento económico deixou de existir e passou a ser uma miragem no país (e na europa).

Carlos Pereira das Olalhas disse...

Esta divisão capitaneada pela incompetente Rosário Simões já esteve em Lisboa a promover o Congresso da Sopa com aquele tipo do turbante agora lembrou-se desta. Afinal não se compreende. A Festa dos Tabuelrios tem uma comissão e um mordomo e depois cada um ao seu jeito atira tiros de promoção da festa, quando há agências de viagem a ligar para a Comissão e ninguem atende nem responde a centenas de mails, ligam para o turismo de LVTE e dizem que é com a C^maar, ligam para a Câmara e ficam pendurados. Falta profissionalismo em Tomar e cada um lembra-se fazer uma acção faz.... semrpe como dinheiro dos CONTRIBUINTES


VIVA A TROIKA E A EXIGENCIA DE CONTAS MENSAIAS A TODAS AS cÂMARAS

Anónimo disse...

"
Acção de promoção, dirá. Mas promoção de quê? Para quê? Na expectativa de que retorno? Será um evento lucrativo? Ou apenas mais um dos usuais sorvedouros do dinheiro dos contribuintes?
"

A resposta está na pergunta camarada Rebelo. Como sempre todos pretendem mamar no orçamento municipal: o pai, a mãe, o filho, a filha e agora até o cão e o gato. Assim não há dinheiro que chegue. Nem mesmo com reforço do FMI!

Anónimo disse...

O Museu de Arte Popular em Belém, entre os Jerónimos e a Torre de Belém, foi criado por António Ferro, propagandista do Salazarismo, durante a grande exposição do Mundo Portugês em 1940. É engraçado ver anti-salazaristas a elogiarem aquilo que foi, e é, uma marco do salazarismo.

Anónimo disse...

Divisão de Desenvolvimento Económico, de Apoio às Empresas e de Comunicação é uma tautologia, ou seja dizer as coisas por nomes diferentes: Desenvolvimento Económico já implica apoio às empresas.
Torres Novas há mais de vinte anos que tem uma Divisão de Desenvolvimento Económico, dirigida por uma economista.
O meu querido amigo Dr. Sérgio Martins há mais de vinte anos que vem nos seua artigos e na rádio defendendo uma Divisão de Desenvolvimento Económico para Tomar.
Só agora é que a constítuiram?

CARLOS ROSA disse...

ESTA DIVISÃO QUE A TROIKA IRÁ AVALIAR ASSIM COM AS CONTAS DA CÂMARA, só agora foi constituída e comandada por uma não tomarense, com voz de homem, que perecebe tanto disso, como devia perceber da dua profissão, como eu percebo de energia nuclear. O seu núcleo cinge-se a mais uns quantos incompetentes e assim vai Tomar, que afasta os empresários, não lhes responde, não se senta com eleas à mesa não deita cá para fora centenas de proejectos de urbanização e que usa e abusa destes expedientes de ir para Lisboa promover a Festa dos Tabuleiros, onde não precisa de promoçao alguma e depois assiste-se que os visiatentes são excursionistas de Leiria ao Porto e região de Viseu

Anónimo disse...

O amadorismo com que a vereadora Rosário gere os seus sectores é absolutamente incrível.

Na educação é um desperdício de dinheiro que não lembra ao diabo. Já alguem se perguntou quanto custam por mês umas actividades promovidas ao Sábado de manha para os meninos das escolas privadas de Tomar?

Quanto custa a assessora da vereadora que reside na casa dos cubos e o que faz por lá?

E o Parque de campismo entregue aos bichos, sem qualquer evolução parece ser um sorvedouro de dinheiro.

A vereadora só foi competente enquanto secretária do Eng.Paiva. Tomava conta da agenda e dos papeis com elevado esmero. Tanto que até foi por ele promovida.

Anónimo disse...

"
O amadorismo com que a vereadora Rosário gere os seus sectores é absolutamente incrível.
Na educação é um desperdício de dinheiro que não lembra ao diabo. Já alguem se perguntou quanto custam por mês umas actividades promovidas ao Sábado de manha para os meninos das escolas privadas de Tomar?
Quanto custa a assessora da vereadora que reside na casa dos cubos e o que faz por lá?
E o Parque de campismo entregue aos bichos, sem qualquer evolução parece ser um sorvedouro de dinheiro.
A vereadora só foi competente enquanto secretária do Eng.Paiva. Tomava conta da agenda e dos papeis com elevado esmero. Tanto que até foi por ele promovida.
"

É por estas e outras idênticas que não voatrei PSD. Aquele partido é hoje um antro de incompetentes que anseiam o poder para fazer as suas negociatas e organizar as suas reles vidinhas.
Faltam estadistas ao país.
PM