terça-feira, 31 de maio de 2011

MAIS POLÍTICA TOMARENSE DE ESTILO MANUELINO


Conforme já aqui se escreveu, somos assim: Debatemos o detalhe, olvidando o conjunto; preocupamo-nos com o ornamento, desprezando a estrutura; privilegiamos o acessório, em detrimento do fundamental. É a política tomarense de estilo manuelino.
De acordo com uma recente informação do senhor vereador Luís Ferreira -o único dos sete elementos do executivo que até agora se tem preocupado com a atempada informação dos cidadãos- vai a Câmara debater outra vez, na próxima reunião, prevista para 5ª feira, dia 2, a questão das silhuetas das portadoras de tabuleiros. Inicialmente incluídas no projecto de remodelação, naturalmente antes aprovado pelos senhores autarcas, por razões nunca descidas do aerópago ao povo, que por isso as continua a ignorar, foi deliberado que não deviam ser colocadas. Apesar de já feitas e pagas.
Gerou-se entretanto um pequeno movimento de cidadania exigindo a sua colocação, tal como inicialmente previsto. Coisa tão rara por estas paragens como a chuva no deserto do Sará, terá sido por isso que resultou, obrigando os ilustres edis a redebater a questão? Em qualquer caso, previamente contactado, opinei ser estapafúrdio colocar as citadas silhuetas lado a lado no muro-mijatório, uma vez que foram idealizadas para figurarem  cada uma na direcção de um ponto cardeal e sem fundo. Se passarem a ter fundo plano e próximo, perdem muito do efeito pretendido.
Acrescentei que, sendo a festa grande de Tomar uma magnífico espectáculo de cor, faz pouco sentido representá-la a preto, conforme ilustração supra. Dá a ideia de que já estamos a fazer-lhe o funeral, quando afinal se trata, para já, de a difundir junto de quem passa na Rotunda e só mais tarde, de alterar o figurino organizativo... Nesta conformidade, alvitrei que depois da próxima festa, se deverá proceder a ensaios in situ, para avaliar o efeito de adequada pintura em cada uma das ditas silhuetas: rapariga de branco, sapatos creme, fita da cor da frequesia, rosto creme. tabuleiro multicolor,coroa prateada ou dourada, cruz de Cristo vermelha e branca ou pomba branca. Tudo devidamente esmaltado na versão final, se entretanto os tomarenses tiverem aprovado, depois de terem visto um exemplo exposto provisoriamente na Rotunda. Como sempre deveria ser. O povo é que paga; o povo é que decide! Em democracia é assim.
Creio não me enganar ao avançar (sem antes lhes ter falado no assunto) que os ilustres tomarenses Manuel Bonet e António Carvalho, ambos ex-mordomos brilhantes e reputados artistas plásticos locais, aceitarão com muita satisfação encarregar-se das referidas pinturas.
Entrementes, infelizmente, um honrado cidadão de 50 e poucos anos, trabalhador, casado e com dois filhos, resolveu pôr termo ao seu calvário existencial. Suicidou-se por enforcamento na semana passada. Deixou uma carta, explicando aos seus que, sem receber há mais de dois meses, estava impossibilitado de honrar os compromissos que assumira, designadamente as prestações da casa. Esperava que o seu sacrifício supremo possa contribuir para que a esposa e os filhos consigam manter o lar actual.
O que tem uma coisa a ver com a outra?! perguntará, indignado, o leitor. A primeira vista nada. É só por dizer que, se em vez de perderem tempo a discutir ninharias, no quadro da tal costumeira política tomarense de estilo manuelino, os nossos eleitos se preocupassem realmente em gerar ideias novas, susceptíveis de proporcionar políticas eficazes de desenvolvimento local, de investimento, de criação de emprego e de empresas privadas de boa saúde, que paguem atempadamente aos seus colaboradores, evitar-se-iam alguns dramas do tipo do relatado. Ou estarei a ser demasiado poeta?

12 comentários:

Anónimo disse...

O vereador Ferreira a cavalgar a onda das bonecas..de parvo, não tem nada...

Anónimo disse...

Oh Tó, gaita, tu não estás a ser poeta! Tu estás a ser, confuso, baralhado e requintado, na busca, como sempre, da parte ínfima da coisa que se afigure a teu jeito!
Poeta?!.... Não é quem quer! Quem o é, já o nasceu!

Tu és, sim, um manipulador (no sentido afirmativo da coisa, claro!). Vê bem, na tua pardacenta mente, consegues misturar – vá lá perceber-se a que propósito – a negra cor da morte, com a brilhante policromia enfunada, da festa de todos os tomaristas (dos quais, trazes à letra, o nome de dois dos melhores… – a tripeça ficava completa se lhes tivesses ajuntado o Manel BB)!

Só tu homem! Mas assim não vais lá (não sabes onde? claro que sim), me parece; nem com a camaleónica fusão passista que, a cada dia de passos, se nota embrenhar-se nas tuas enfadonhas e ensonadas homílias!....

Mesmo assim,
com estima, cumprimentos, velho opinioso!

António Rebelo disse...

Para comentário da 13:26

O trabalhão que eu tive para concluir quem seria o Manel BB! Afinal trata-se do candidato que eu apoiei contra Pedro Marques,na primeira candidatura deste, e que perdeu. O que se seguiu é do conhecimento geral. Camaleão eu?! Talvez nem tanto. Julgo que apenas cidadão independente, livre de votar em quem entende e de dizer em quem vota. Nem mais nem menos.
Assim não vou lá? Pois, se calhar não. E tanto melhor para mim. A bem dizer, não quero nem ambiciono qualquer lugar na política tomarense, porque não preciso e porque ainda não estou farto de estar bem.Por isso já escrevi igualmente que apoiarei qualquer candidato que considere tão bom ou melhor do que eu. Seja ele de que partido ou formação for.
Infelizmente, continuo de olhos no horizonte, mas até à data nada. Só o blábláblá do costume.
Pelo que, sendo as coisas aquilo que são e não havendo milagres, é bem possível que até meados de 2013 muitos tomarenses acabem por convencer-se de que não sou eu que preciso deles. Eles, a cidade e o concelho é que precisam de mim.
Da mesma maneira que está agora a acontecer com a troika: não são eles que precisam de nós. Foi Sócrates que pediu a ajuda deles, depois de andar durante meses a garantir que não governaria com o FMI.
Tanto a nível nacional como local, o que tem de ser, tem mesmo muita força. Os tomarenses mais espevitados (coisa raríssima por estas bandas)que vão pensando nisso. E não fiquem à espera que seja eu a pedir-lhes, porque nunca o farei. Mas se vier a ser abordado nesse sentido, farei todos os possíveis para honrar a minha cidadania, o meu berço e o meu baptismo na Igreja de S. João Baptista. Apesar de nem sequer vir a receber o vencimento, se alguma vez for eleito.

Anónimo disse...

Pudera, com a reforma milllionária que o ministério que nos induca lhe põe no bolso todos os meses, para que é que queria o esticadinho vencimento de PC!?
E o Sr. pode ser qualquer coisa, que nanja tolo!....

CARLOS SILVA disse...

Caso na reunião de Câmara não seja aprovada a proposta que o Luis Ferreira vai apresentar de colocar as BONECAS na ROTUNDA devemos esperar pelos que votarem contra e mete-los na ordem, pois já destruiram o suficiente e fizeram como a cidade fosse DELES

Anónimo disse...

"Pelo que, sendo as coisas aquilo que são e não havendo milagres, é bem possível que até meados de 2013 muitos tomarenses acabem por convencer-se de que não sou eu que preciso deles. Eles, a cidade e o concelho é que precisam de mim."

Ó Rebelo, não é preciso dizeres mais nada. Já tens a candidatura feita! Esta frase resume-te.

Agora vou só até ali escangalhar-me a rir, pode ser?.........

TGL

Anónimo disse...

Prof. Rebelo aprofunde isso das bonecas e vai ver que foi o seu amigo Paiva, primeiro e o seu amigo não tanto Curvelo depois quem suspendeu a colocação dessas quatro bonecas na Rotunda.

Informe-se homem que vai ter surpresas!!!! Ai isso vai!!!!!

Anónimo disse...

Ó Rebelo, avança homem.
Mas sabes que tens de juntar uma equipa e recolher umas assinaturas não sabes?
Ou então trata de arranjar um daqueles partidos mais pequenos, tipo partido da terra ou assim que nunca cá concorrem. mas sabes que tens de desenbolsar do bolso para a campanha não sabes?

Não estás mesmo à espera que algum dos 5 maiores te leve pois não?
Bem, talvez o Bloco pudesse candidatar-te como cabeça de lista, assim como assim eles não têm ninguém de jeito, mas com a apologia exagerada que andas a fazer do PSD é capaz de se tornar difícil.
É que estás a ver, depois de tanto te anunciares, de tanto te autoproclamares, de tanto te ofereceres, torna-se um pouco ridículo se ficares em casa não é?

É que repara, ninguém fala em ti, ninguém te está a pedir, a pressionar, nada. És tut e só tu quem se está a pôr nessa posição. Convinha pois que começasses a fazer alguma coisa por ela.
Ou és como alguns daqueles que habitam esta terra, tão bons tão bons que só se forem levados em ombros?!

Anónimo disse...

Á Ganda ferreira, que renasceste das cinzas.

Realmente tu és único. Mesmo quando te julgam morto lá vens tu inventar uma qualquer treta para ares nas vistas.

Não tens par e lá enganas mais uma vez os teus colegas de coligação.

Ganda lapa me saíste...

Anónimo disse...

"
é bem possível que até meados de 2013 muitos tomarenses acabem por convencer-se de que não sou eu que preciso deles. Eles, a cidade e o concelho é que precisam de mim.
"


Rebelo, cai na real. Em 2013 já não existirá o concelho de Tomar. Nãos lês os jornais. Não sabes que a troika quer reduzir o número de concelhos para um terço?...

o Lacrau do Nabão

Anónimo disse...

Se a proposta de Luis Ferreira fosse de trazer as "bonecas" da recta de Asseiceira para a Rotunda, de certeza que iria ganhar . . .

António Fonseca (engº) disse...

Luis Ferreira 1
Vorvelo ZERO ZERO ZERO

PSD de TOMAR ZERO ZERO ZERO

Afinal o bom senso e a pressão do face book e do Luís Ferreira venceu