domingo, 8 de maio de 2011

NOVA FASE DO BARÓMETRO POLÍTICO NABANTINO


Terminou a primeira fase da auscultação das preferências dos leitores/eleitores de Tomar a dianteira. 108 votos constituem um excelente resultado. E contrariam todos aqueles que auguraram golpes baixos, vigarices, falsificações, votos múltiplos, etc. etc. Falta de hábito, é o que é!
Como é evidente, não se trata de uma sondagem formal, com o rigor técnico e subsequentes conclusões de sociólogos encartados. Nem era essa a intenção. Apenas uma forma de tentar motivar os cidadãos para o exercício do mais fundamental dos direitos de cidadania -o de votar.
O  resultado final, que vale por conseguinte o que vale, não deixará contudo, julgo eu, de ser ponderado pelos aparelhos partidários locais e meditado pelos cidadãos que seguem Tomar a dianteira e se interessam pelos eventos vários da política nabantina. Temos assim, por ordem descrescente de sufrágios conseguidos (ver ilustração supra), António Rebelo, Hugo Cristóvão, Bruno Graça, Luís Ferreira, Anabela Freitas, Ivo Santos,  José Delgado, Graça Costa, Carlos Carrão e Pedro Marques.
É claro que estou satisfeito por aparecer como o candidato mais votado. Fiquei assim a saber que, jogando em casa e só para treinar, fui o vencedor. Ainda assim, para citar Mourinho, "mesmo a feijões é sempre melhor vencer.
Segue-se até ao próximo domingo a segunda fase do treino. Depois só em Agosto, para a série final de apuramento, até Outubro de 2013. Se assim o desejar, já pode exercer o seu direito cívico, na aplicação à direita do seu ecrã. Obrigado pela sua colaboração.

14 comentários:

Anónimo disse...

Dr. Rebelo,

Tenha pudor.
Não se devia prestar a manipulações grosseiras.
A ambição pessoal é aceitável e humana,mas não deve cavalgar-se no ridículo.
Você pode ter 99,9% dos "votos" aqui no seu blogue mas,na prática,no terreno,na real,tudo será diferente.
Não haverá qualquer partido ou movimento já implantado que o apoie e não é crível que sequer consiga arranjar as assinaturas para se apresentar como independente.
Não é expectável ver pessoas de valor reconhecido a apoiá-lo,a rodeá-lo.
Não é fácil imaginar com quem faria equipa,dado o seu narcisismo de eucalipto que seca tudo à volta.
Há qualquer coisa em si que lhe retira credibilidade.
Ninguém o leva a sério.
As pessoas lêem-no,ouvem-no,mas quedam-se por aí.
Tome consciência da realidade e não se exponha assim a uma surda chicana pública.
Se alguma vez houve "o seu tempo",ele já passou.
Quede-se,com humildade,como "senador" de um virtual "conselho de anciãos".

António Rebelo disse...

Fico-lhe muito grato pelo comentário, que naturalmente teria outro valor se devidamente identificado. Assim, anónimo, pelo menos para mim está como a maior parte dos políticos locais: não vale um chícharo! Devo até dizer-lhe que, ou muito me engano, ou esta sua música não me é estranha. Já a lí algures aqui no blogue. Então como agora, ficou-me a ideia de que você se tem na conta de consciência local, acima de qualquer contestação, outorgando-se o direito de falar em nome de todas as formações políticas e dos tomarenses em geral."Não haverá qualquer partido ou movimento já implantado que o apoie." "Ninguém o leva a sério" "As pessoas lêem-no, ouvem-no, mas quedam-se por aí". Olhe que é preciso uma lata superior à do Sócrates para escrever semelhantes bacoradas. Já agora esclareça-me o seguinte, se puder: As forças políticas locais nomearam-no seu porta-voz? Onde? Como? Quando? Para quê? Tem alguma procuração dos tomarenses em geral, para falar em nome deles?
Para quem como você até escreve de forma aceitável, o seu universo mental parece-me singularmente tacanho, que é como quem diz mal formatado em termos de democracia do tipo ocidental. E parte do princípio de que sou palonço. Caso contrário, teria a excelente ideia de aguardar os acontecimentos, fazendo prognósticos só no fim do jogo. De resto, a ser como você proclama, porque está tão preocupado comigo? Pedi-lhe algum conselho, alguma opinião?
Na urna, meu caro concidadão, se calhar não tão anónimo quanto quer fazer crer,o seu voto contará tanto como o meu, ou como qualquer outro. Evita por isso de tentar armar-se em carapau de corrida, do tipo consciência universal. Desça a terreiro; identifique-se e logo falaremos. Caso contrário, vá à sua vida. De simples manda-bitaites já estamos todos fartos.

Anónimo disse...

Um executivo de estalo:
António Rebelo Presidente), Hugo Cristóvão, Bruno Graça, Luís Ferreira, Anabela Freitas, Ivo Santos, José Delgado

Maioria Absoluta PS 4 (Presidente e 3 Vereadores), 1 CDU, 1CDS e 1 PSD.

Marido e mulher juntos na maioria do executivo!

Tomar em progresso acelerado!

Anónimo disse...

Pela Pátria, PELA NAÇÃO, PNR É A SOLUÇÃO !

Anónimo disse...

António Rebelo não é do PS.
Vota nele próprio e apoia pelo escrito e análise Miguel Relvas e Passos Coelho nestas eleições, nas quais já assumiu não votar em José Socrates.

António Rebelo é capaz de liderar uma equipa que pode levar o concelho a algum lado.
Basta escolher o lado e ele estará lá: ao lado.

Anónimo disse...

Será que A.Rebelo estaria interessado em liderar uma lista do PSD?...

Anónimo disse...

Será que A.Rebelo estaria interessado em liderar uma lista do PSD?...

Se assim fosse o executivo municipal ficava com:
PS 3 (Presidente), PSD 2 - CDS 1 - CDU 1.

Faziam coligação e ficavam a tempo inteiro além do Huguinho, Presidente, o Luisinho, a Anabelinha, o Rebelinho e o Delgadinho.

Ivo e Bruno na oposição direita/esquerda.

Que maravilha de equipa gerente. Tomar ia progredie e .... muito!

Anónimo disse...

Dr. António Rebelo,

No passado sábado fui tomar café ao Pic-Nic quando, por mero acaso, ouço um elemento do movimento IpT a fazer este desabafo:

"ao que chegamos, andamos para aí a dizer que somos diferentes dos partidos e afinal... então não é que as ordens dos vereadores dos IpT é para levarmos o máximo de gente amiga e familiares à reunião dos associação AMAI dos independentes, para criar impacto na opinião pública."

Afinal a célebre palavra de ordem dos IpT "nós somos diferentes dos partidos" não passa de um embuste.

Os IpT estão a fazer o mesmo que faziam os partidos. Lembram-se daquelas excursões que o PCP organizava para trazer os camaradas alentejanos aos comícios? A diferença é que hoje tudo é mais sofisticado, mas os IpT ainda estão na "idade da pedra" e começam da pior maneira a sua marcha até à extinção final.

Os IpT estão a viver o tempo dos dinossauros. O mais conceituado elemento da tribo é um tal Vitorino (de má reputação) do Algarve que o PSD dispensou em tempos, precisamente por ser de...contas duvidosas.

Anda por aí um tal Marques que também não goza de bons créditos (há quem afirme que só não foi preso porque o João Cravinho era ministro e...) e que o PS local e nacional dispensou por...negócios duvidosos.

João Paulo (30 anos)

Anónimo disse...

Dr. Rebelo das 21,43h,

Sossegue. Não fique enchicharado só porque alguém ousou dizer-lhe umas verdades desagradáveis para o seu alter-ego.
Não sou porta voz de ninguém,a não ser de mim próprio.
Tenho direito de opinião tal qual você ou qualquer outro cidadão.
Não tenho qualquer filiação partidária,não devo obediência ou submissão a quem quer que seja.
Não tenho quaiquer ambições políticas.
Sou,felizmente,económicamente independente.
As opiniões expressas no meu comentário das 20,13h,resultam apenas e só da minha observação atenta do fenómeno político e seus actores em Tomar.
Conheço-o a si muito bem,tal como conheço os outros.
Não de agora,mas de há muitos anos.
Falo e convivo com muita gente,oiço muitas opiniões diferentes,oiço bastantes comentários sobre a credibilidade dos actores em cena e de outros que o não estão.
O universo que visita o seu blogue,que lê os seus posts,que comenta,não deverá ultrapassar muito as 120/150 pessoas diferentes.
Não se engane com o nº de cliques.
Podem ser muitos mas,na generalidade dos casos,são vários da mesma pessoa em cada dia.
É neste contexto que deve apreciar a sua "vitória" de 30 "votos" que o catapultariam para candidato vencedor em próximas eleições.
De resto,vamos deixar o tempo correr.
A vida encarregar-se-á de mostrar se é você ou eu que temos razão antes do tempo.
Quanto à forma anónima da minha intervenção,sugiro-lhe que se debruce mais sobre o conteúdo. Intervir como anónimo é um direito que me assiste e uma opção ponderada e consciente.
E,em vez de responder com perguntas e azedume,responda com RESPOSTAS às questões concretas que são suscitadas.
No caso vertente,sobre a seriedade e valor científico de um simulacro de sondagem a que chama auscultação e que o levam a escrever barbaridades como:

"O resultado final, que vale por conseguinte o que vale, não deixará contudo, julgo eu, de ser ponderado pelos aparelhos partidários locais e meditado pelos cidadãos que seguem Tomar a dianteira e se interessam pelos eventos vários da política nabantina."

Já estamos a ver os partidos políticos a degladiarem-se pela contratação do "craque" António Rebelo.

Valha-nos NªSª da Agrela...

Anónimo disse...

António acho que devias conversar com o tó paposseco, verdadeiro líder laranja, para corrigires os erros do Fernando à frente da câmara.

Se fores laranja, ganhas. Avança

António Rebelo disse...

Para anónimo das 15:53

Bem haja por este seu esclarecimento. Fiquei muito mais sossegado. É que já me estava a ver ultrajado por toda uma laboriosa e advertida comunidade. Já agora, se não é pedir-lhe demasiado, poderia esclarece-me onde é que foi pescar que ponderar = dIgladiar-se?
Antecipadamente reconhecido, cordialmente,

António Rebelo

Anónimo disse...

Ó João Paulo (Cristóvão, Costa, Ferreira?), a Assembleia Geral da AMAI nem sequer foi divulgada na comunicação social, nem lá foi ninguém da mesma.

Olhe que deve ter ouvido mal, até porque só podiam participar os sócios da organização e nem todos podiam votar.

Também deve falar com o Marques e dizer-lhe o que escreveu, talvez ele lhe explique com documentos a falsidade do que insinua!

Informe-se primeiro e comente depois.

E não e esqueça de ajudar a eleger a Anabela Freitas e o Hugo Costa!

Anónimo disse...

Fiquei com uma duvida. Essa reunião da AMAI é o quê?

Concorre às eleições? Qual é o projecto político que defendem?
Antes votar na Anabela Freitas (PS) ou Paulo Macedo (CDU), do que andar atras de "seitas" que nem existem.

Alfredo Martins Guedes - Entroncamento disse...

Tomaradianteira – “Está dito – Está dito”

Sendo, embora, conhecido pelo concelho de Tomar e nalgumas outras zonas do país como um dos políticos mais trauliteiro/caceteiros, gostaria que me explicassem a utilidade e razão por que o jornal “O Templário” se dá ao trabalho de colocar na sua coluna semanal intitulada “Esta´dito – Está dito”, as bacocas frases respigadas de blogues alegadamente pertencentes ao vereador socialista Luís Ferreira?


Com os meus cumprimentos.