segunda-feira, 16 de maio de 2011

A ESTUPIDEZ PAGA-SE CARA



"Se o PS ganhar as próximas eleições, será a prova de que o povo português tem o governo que merece, pois ao eleger para primeiro-ministro um homem capaz de negar tudo, inclusive os próprios documentos que assina, não merece a mínima consideração por parte de qualquer pessoa de bem.
Ele acusa os outros de terem sede de poder, então que devemos chamar à sua obstinação em se manter no cargo, contra tudo e contra todos? Será possível que seja tão inconsciente que não saiba reconhecer os seus próprios erros?
O que me assusta é que se ele ganhar, e mantendo a incompetência já largamente demonstrada nestes seis anos de desgoverno, estaremos muito pior do que estamos hoje. Iremos pagar muito caro a estupidez daqueles que o reconduzirem ao poder. 
Penso saber o porquê de não querer perder o status: é que o homem, profissionalmente, não tem qualquer aptidão conhecida."

Joaquim Amaral IONLINE, 16/05/2011

Decidi reproduzir este comentário, quanto a mim certeiro, não pelo prazer sádico de dar mais pancada no cèguinho, mas pelas seguintes razões: 1 - Que eu saiba, até agora ainda ninguém tinha descrito a presente atitude do primeiro-ministro em gestão de forma tão clara e tão certeira, em poucas frases; 2 - Uma vez que a cúpula socialista, denotando uma certa paranóia, vem difundido que muitos jornalistas e jornais estão contra Sócrates e contra o PS, convinha demonstrar que também há simples cidadãos, como o supracitado, a malhar forte e feio,  com toda a razão; 3 - De acordo com o escrito no comentário, há grandes semelhanças entre a atitude do candidato Sócrates e os membros da coligação 3+2, aqui em Tomar.
Alargando o ponto 3, salta à vista de todos que tal como Sócrates, os 5 cinco da transitória maioria nabantina coligada: a) - fingem não se dar conta de que estão a levar o concelho para a mais grave crise de sempre; b) - vão procurando justificar-se com argumentos que chegam a ser rídículos, do tipo do de Corvêlo Sousa, na mais recente sessão da AM, ao proclamar que a dívida municipal resulta sobretudo dos investimentos feitos, estranha designação para obras faraónicas que abastardaram a cidade e não proporcionam qualquer retorno; c) - mantêm-se agarrados aos lugares porque, salvo uma ou outra excepção, fora da autarquia nunca conseguiram nem vão conseguir arrecadar ao fim do mês metade sequer daquilo que auferem agora como eleitos, mesmo não incluindo as mordomias (adjuntos, secretárias, telemóveis, viatura, combustível, ajudas de custo, despesas de representação...) d) - de forma moralmente condenável, agem como o actual primeiro-ministro, governando mal ou nem sequer decidindo, mas continuando a cobrar como se estivessem a desempenhar as funções para que foram eleitos de forma cabal e a contento de todos.
A desfaçatez de alguns é de tal forma grave que por exemplo o vereador Luís Ferreira, que segundo as suas próprias declarações, em 2004 nem sequer apoiou ou votou em Sócrates para líder nacional do PS, vem agora escrever, no seu blogue vamosporaqui, um estranho comentário com uma sorridente foto do ainda primeiro-ministro, encimado pelo descabido título "Defender Portugal na terra templária" Caricato, não é? No fim de contas, desde quando é que o obstinado Sócrates defende Portugal? Ele procura é não largar o poder, quiçá preocupado com aquilo que os eventuais sucessores possam vir a encontrar dentro dos armários. Se é o que se diz por aí... estamos todos codilhados.
Por tudo o que antecede, permitam-me que aconselhe a leitura urgente do livro acima reproduzido. Se possível logo seguido de "Ética católica e ética protestante", de Max Weber. Pode ser que com umas leituras...

12 comentários:

Anónimo disse...

Qual a admiração do dr. Bento? E de J. Amaral? os portugueses também não viram que foi Cavaco 1º ministro que começou a ruína com este modelo económica para o País e votaram nele 2 vezes para Presidente da Rep. Hoje uma múmia política.
Mais misterioso é o caso Paiva & Relvas. Após destrruirem uma cidade referência económica e política portuguesa durante 800 anos, os NAB(antin)OS continuaram a votar nesses 2 trastes.Quanto aos 5 actuais honram o passado dos outros 2: um pesadelo social à vista.
Quanto a aptidões profissionais dos "nossos" políticos, é melhor não falar em Sócrates, porque os outros...

Anónimo disse...

Este Vitor Bento é um logro como economista.
Ser amigo de casa de Cavaco Silva não lhe dá especial competência.

Anónimo disse...

PONTO PRÉVIO:
Não sou votante de Sócrates nem de PPC.

Explique-me,Dr.Rebelo,como quem explica a um gajo super-parvo:

Qual é a diferença entre a carreira política e profissional de Sócrates e de PPCoelho + a sombra Relvas?

António Rebelo disse...

Para comentador das 15:22

Não sou íntimo de nenhum dos líderes que menciona. Conheço-os apenas através daquilo que leio e oiço. A partir daí, usando a minha classificação sociológica, que é muito pessoal e sem qualquer pretensão científica, considero que Sócrates, pela sua experiência política anterior e actual, pertence ao grupo daqueles que só têm certezas e nunca se enganam, em relação aos quais, à luz da história mundial, todo o cuidado é pouco.
Ao invés, considero PP Coelho e Miguel Relvas políticos com hesitações,sem certezas definitivas tipo socratiano, com lacunas, à escuta dos cidadãos, líderes dialogantes dispostos a emendar erros. Por isso mesmo, com direito ao "benefício da dúvida" em 5 de Junho.
Em resumo: Sócrates é mesmo execrável; os outros vamos a ver. Segundo Mário Soares, PP Coelho é como os melões, só depois de abertos é que se sabe. Seguindo a mesma metáfora,o melão Sócrates, os eleitores já abriram e já provaram. Acha que vão repetir a dose? Ou já estão fartos e com um "ganda melão"?

Anónimo disse...

Óh Dr. Rebelo !

O Relvas é o quê?

Só conhece o Relvas pelo que lê ouve?

Então quem é o verdadeiro líder, o responsável político Nº 1 do desastre a que a sua e minha terra foi conduzida?

É o súbdito Paiva?

É o lacaio do Carrão?

É o lacaio do Luís Vicente?

É o Sócrates?

É o "Cavalo de Pau"?

NÃO SEJA FANÁTICO!

SEJA INTELECTUALMENTE HONESTO!

No mínimo...

António Rebelo disse...

Para comentador das 19:38

Quando puder, leia umas coisas sobre tolerância, liberdade de opinião, democracia e coisas assim. Porque se nota demasiado que você considera aquilo que pensa como a única e indesmentível verdade, o que é algo caricato num regime livre como o nosso. Em que factos se baseia para me ordenar que seja intelectualmente honesto? Tem alguma prova de que eu alguma vez o não tenha sido? Pode indicá-la, caso exista mesmo?
Você acha que a causa de todos os males que apoquentam os tomarenses é a actuação passada de Miguel Relvas. Admitindo, como simples hipótese de trabalho, que possa ter alguma razão, por que raio se manteve mudo e quedo até agora? Porque motivo nunca protestou? O que o leva a esconder-se no anonimato, ao mesmo tempo que exige honestidade intelectual a quem não pensa como você? Acha isso honesto? Eu não! Sobretudo quando se trata de culpabilizar outros, sem aduzir factos.

Luis Ferreira disse...

Estimado Prof.Rebelo

Sei que o meu escrito lhe vai dar "corda"...

Continua aqui
...

Termino com uma das minhas frases prediletas do meu camarada Jorge Coelho: quem se mete com o PS leva... uma resposta política, claro está!

E está dada, escrita para que não haja duvidas e assinada para que se saiba que a coragem ainda não morreu ao vale do Nabão.

O libertário de serviço e autarca socialista eleito

Anónimo disse...

"o libertário de serviço"....
É preciso ter lata! DIz isto o gajo que só não é o maior taxista que já passou nestas terras, porque não tem a habilidade de um Relvas ou as falinhas de um Paiva.
mas não deixa de estar no top do pior que já por aqui passou.
É inculto, incapaz, e sem espeinha dorsal. Se a tivesse tinha deixado todos os pelouros quando lhe retiraram alguns. Se fosse culto não chamava nomes a quem nem sabe quem ele é, não usava a linguagem que usa. Se fosse capaz percebia-se o que raioo está a fazer na Câmara ou tinha conseguido fazer um curso superior.
E depois queixam-se do governo e dos políticos nacionais. Se houvesse um levantamernto popular para tirar esta gente do sítio onde está. Comece-se por fazer alguma coisa por aquilo que está ao pé. Obrigue-se esta gente a ter vergonha.

Anónimo disse...

O coiso continua a gastar tempo e dinheiro do erário público nestas andanças do blogue. Vê-se que não tem nada para fazer. Mas o pior é que Embuste (Corvelo de Sousa) retirou-lhe poderes mas não lhe retirou mesada.
É mais um a mamar á conta...

Siga...

Anónimo disse...

Tu gostavas era de estar no lugar do vereador Ferreira.

Anónimo disse...

Esta CHULAGEM instalada não tem o mínimo de pudor...

Huga-se!

Anónimo disse...

PARA INTERVENIENTE DO DIA 18 DE MAIO ÀS 21:06H

Estás enganado, pá! Preferia sem hesitar sofrer de cancro que ser confundido com o coiso, quer na pessoa, quer nas práticas...

Juro-o sobre as campas dos meus pais!