quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Análise sucinta da imprensa local

Até às nove horas ainda pode votar >>>




Apenas um peça a merecer análise mais detalhada, na imprensa local de hoje. Trata-se da entrevista a Ivo Santos, professor e empresário, ex-vereador e ex-PSD, antes anunciado cabeça de lista do CDS à câmara de Tomar. A frase escolhida pelo Cidade de Tomar para manchete, "Tomar só pode ter futuro se houver um acordo entre as forças que suportam o governo", é muito oportuna, soa bem, mas carece de demonstração, pois é evidente que pelo menos os socialistas e os pedromarquistas não concordarão decerto.
Bem mais interessante e hábil, politicamente falando, é este inesperado jogo de cintura do ex-vereador social-democrata: "Avançarei como candidato pelo CDS, se o PSD inviabilizar uma coligação, ou apresentar candidatos com os quais não nos identificamos. Neste caso, o CDS apresentará uma candidatura aberta, que aceitará militantes e simpatizantes também do PSD... ...Muitos militantes do PSD estão disponíveis, já manifestaram a sua intenção no sentido de darem o seu contributo, para que os valores de Tomar sejam fiel de balança no município."
Bem jogado, sim senhor! Em termos simples: O PS já tinha um competidor voraz chamado IpT, o PSD acaba de conseguir algo equivalente, caso não se saiba portar à altura. "Quem com ferros mata, com ferros morre." 
A dez meses das autárquicas, os eleitores nabantinos assistem assim ao aparecimento de um muito curioso contexto. Cada uma das três formações do executivo poderá vencer, caso consiga coligar-se, hipótese mais plausível no que concerne ao PSD, precisamente aquele que menos possibilidades tem de vencer, tendo em conta o seu passivo acumulado. Considerando que por banda do par PS/IpT, as hipóteses de união são praticamente nulas, uma vez que ambos os líderes exigem a primazia, tudo depende dos social-democratas. Conforme já escrevi anteriormente, com ou sem coligação, o PSD pode vir a vencer, se antes souber navegar em função do real estado do mar. Com um candidato independente, equidistante das capelinhas, apaziguador, susceptível de conseguir votos à esquerda e com um projecto denso mas adequado, nada está perdido de antemão. Agora se insistirem em gente filiada e/ou comprometida com a miséria a que isto já chegou, adeus minhas encomendas. Teremos de vir a aturar outra vez Pedro Marques. Agora numa conjuntura mais de fugir do que de aproveitar, como a seu tempo se verá. Fica aqui o registo, para que depois ninguém possa dizer que não foi prevenido em tempo útil...

Adenda
Haja alguém com coragem e estatuto para explicar ao pessoal d'O MIRANTE que no nosso país já não existem chefes de família desde os anos 80 do século passado. Apenas casais com iguais direitos. Mesmo nos redutos do marialvismo serôdio, tipo Fajarda.

3 comentários:

Americo Costa,Aqua Tomar disse...

Ivo Santos ,"arqui inimigo dos Aqua Tomar e do ambiente"....e de lamentar a escolha do cds neste candidato,evidentemente que nao daremos apoio a qualquer força politica que faça coligaçao com este senhor....Americo Costa,Aqua Tomar

Radio Hertz 98 FM Tomar
www.radiohertz.pt
A Hertz de olhos colocados no futuro: Nesta quarta-feira houve lugar para a entrevista a Ivo Santos, candidato pelo CDS/PP nas Autárquicas de 2013, naquele que consistiu o arranque de um ciclo de entrevistas. O centrista disse, aos nossos microfones, que continua disponível para uma coligação, recor...

Radio Hertz 98 FM Tomar
radiohertz.pt

templario disse...

DE: Cantoneiro da Borda da Estrada

O partido Socialista tomarense, a avaliar pelo artigo de Hugo Cristóvão n'"O Templário" desta semana, "Pantomineiros e sua plateia", parece estar sem estratégia e sem rumo. O Dr. Hugo Cristóvão assaca grandes responsabilidades aos tomarense pelo estado da política e da gestão autárquica no concelho (por escolher sempre os mesmos):

"Tomar, terra conservadora e sustentadora de emblemas cada vez mais ocos, parece gostar de estar como está, cada vez mais vazia, parada, triste, envelhecida".

"Mas quando a justiça actua e condena, os cidadãos acabam por a desacreditar e agir contra ela", escreve mais à frente.

E num gemido pungente: "Em Tomar têm sido escolhidos sempre os mesmos", atirando as culpas para cima dos cidadãos.

Olhe que não, Dr. Hugo, meta na sua cabeça que a culpa não é das comunidades.

Com este discurso o PS tomarense parece estar desde já a perspetivar derrota humilhante.

Com este discurso, o Jovem Hugo Cristóvão desilude-me.

E fico por aqui.
(Cortei grande parte do comentário que tinha feito)

António Rebelo disse...

Foi pena teres cortado parte do teu comentário! Os blogues servem para isso mesmo -para desabafar! Avança Fernando. Para ver se começam a aprender.

Bom Natal!