terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Esclarecendo

Vote!>>>

Queixam-se alguns alguns leitores, via email, de não perceberem quais os inconvenientes das candidaturas de Anabela Freitas e Carlos Carrão. Outrossim dos perigos de uma eventual vitória de Pedro Marques. Se bem percebo, trata-se dissimuladamente de tentar deitar gasolina no fraco fogo da luta política local. Seja como for, segue o esclarecimento possível.
Como ponto prévio, é indispensável esclarecer que por estas bandas não estão de forma alguma em causa os cidadãos Anabela Freitas, Carlos Carrão ou Pedro Marques, enquanto tais e com iguais direitos aos de todos nós. Aqui debatem-se, criticam-se ou apoiam-se políticas, evitando tanto quanto possível fulanizar as questões. Dito isto, tal como cada um de nós, Anabela Freitas é, quer queira quer não, ela própria e a sua circunstância, isto é, o contexto em que age. Donde resulta que os seus inquestionáveis predicados (tomarense, mulher, jovem, desempoeirada, inteligente, diplomada, política, socialista e companheira de Luís Ferreita) são para muitos dos seus concidadãos outros tantos defeitos. Mesmo se, por razões óbvias, o não admitem publicamente. Contudo, na altura de fazer a cruzinha no boletim de voto, nunca falham. Quantas mulheres já lideraram na política nabantina? Qual a experiência do PS nessa área?
Da mesma forma, o cidadão Carlos Carrão representa nesta altura muito, ia a escrever a quase totalidade, daquilo que os tomarenses reprovam. Numa curta frase, os 18 milhões de euros gastos em vão. É em simultâneo a personificação da continuidade política dos desastres anteriores, nomeadamente nas obras da Levada e nas da Envolvente ao Convento. Para mais, o seu alardeado apego ao poder e a sua ânsia de continuar, cheiram a esturro a muitos conterrâneos.
Porque assim é, caso o PSD nabantino queira mesmo evitar uma pesada derrota em Outubro próximo, terá de providenciar no sentido de evidenciar uma clara ruptura entre o que está para trás e os novos candidatos. Carlos Carrão não é portanto de modo algum o candidato ideal, nem pouco mais ou menos. Será antes, nesta altura, um embaraçoso trambolho político.
Sobre os perigos de uma eventual vitória de Pedro Marques, esclareça-se desde já que tal interpretação é do leitor interpelante. Tomar a dianteira nunca sustentou que haja algum perigo na vitória de seja quem for. Desde que as eleições sejam limpas, e sempre o foram até ao presente, todos os vencedores são legítimos e devem ser saudados como tal. Já quanto às políticas, cá estaremos para as avaliar. Mas perigo não há. Apenas riscos de más opções. Inconvenientes da democracia.

3 comentários:

Por Tomar disse...

Boa tarde a todos. Tenho vindo a acompanhar esta votação/sondagem dos IpTs e chego a uma conclusão: O povo de Tomar é burro ou é masoquista. Digo isto fundamentado nesta amostra de possíveis candidatos do IpT. Vejam bem, mas por favor, vejam com olhos bem abertos quem são os dois nomes mais votados, Pedro Marques e José Soares, o segundo não o conheço como politico, reservo as minhas duvidas do que seria capaz, quanto ao primeiro fico pasmado se na realidade não é uma manobra de diversão dos partidos concorrentes. Ora vejamos: se o Dr P. M. for candidato a cabeça de lista e seguindo a votação com a lista escalonada conforme os votos nesta amostra, temos o eterno P. M. que tenta ser de novo presidente, em segundo J. S. e terceiro, outro nome dos que não se encontra na lista, ora digamos que a Dra. Graça Costa está fora da corrida que quanto a mim é um erro do tamanho do nosso Convento de Cristo. Conheço a Dra ainda ela andava a brincar com os meus filhos e não vejo mais ninguém dentro dos IpT com classe e sabedoria para encabeçar a lista dos IpT as próximas de 2013, eu no lugar da Dra retirava-me do movimento no final do mandato cumprindo a vontade do povo. Ai se o meu querido e saudoso amigo "Justo" fosse vivo... Agora penso de outra forma: Não será que há interesse que o Dr P. M. e o J. S. sejam os mais votados e convençam estes a ser candidatos e esta votação vai abrir portas a uma mais fácil vitória dos partidos da oposição com o Dr. P. M. a encabeçar a lista do IpT porque não há nomes sonantes na mesma? Deixo esta pergunta para a qual eu conheço a resposta, mas fica ao critério do Rebelo e seus acompanhantes deste blogue que digam de sua justiça. Aproveito para desejar a todos os leitores e ao Rebelo um Santo Natal, um ano de 2013 com ideias renovadas para que Tomar volte de novo a ribalta ribatejana como uma cidade onde se possa trabalhar e viver sem os sobressaltos que tem sido apanágio nestes últimos 3 anos.

António Rebelo disse...

"Deixo esta pergunta para a qual eu conheço a resposta..." Pois venha a sua resposta, que não estou a ver onde pretende chegar, apesar de resultar deste seu comentário que não chegou ontem nem há pouco tempo a esta nossa amada terra. Boas festas para si, para os seus e para todos nós!

Por Tomar disse...

Bom dia... Darei a minha resposta depois de fazeres a analise à votação dos IpT. Aguardo com serenidade, conhecendo-te bem nesta altura estás a elaborar o comentário. Prometo.